quarta-feira, 9 de janeiro de 2008

Destinos...

Todos os dias, pelo menos uma pessoa comemora o seu aniversário.
Todos os dias, pelo menos uma pessoa deixa esta vida para ir para um lugar mais sossegado, mais calmo.
Todos os dias acontece isto. Repetidamente.
Mas quando se trata de alguém próximo de nós, as coisas mudam. Deixa de ser um dia normal num ciclo normal. Festejam-se aniversários, comemoram-se vidas ou então, chora-se, grita-se de raiva, e barafusta-se com o destino.
Iniciam-se vidas e terminam-se vidas. É assim. Não pudemos fazer nada quanto a isso, a não ser respeitar o destino.
Hoje desejo muitas felicidades a quem comemora a sua vida! E tenho a certeza que Deus se encarrega de levar as almas dos que deixaram de sofrer, dos que partiram, para um lugar melhor.
Contrastes, mas a vida é feita disto.

7 comentários:

rosa disse...

Isto é a pura realidade da vida Sara,enquanto uns comemoram alegrias,outros sofrem e vice-versa.era bom se os ricos egoistas de mesa farta,se lembrasem que enquanto comem á grande ha muitos,a catar comida no lixo,e a cheirar cola pra nao sentir fome!!
isto sim da me muita tristeza!
gostei deste post
boa semana pra ti querida,bjs
ROSA

Mariana S. disse...

É a bipolaridade das coisas.

para estar a viver uma vida d tortura, d dor constant, axu k mais vale partir do k ficar e manter-s na tumultuosa monotonia da vida.

esta muito concreto e conciso.

:)

Sandrine disse...

Devemos aproveitar todos os nossos aniversarios, todos os dias das nossas vidas para no fim partirmos com um sorriso. Beijinho**

Mariana S. disse...

adoro-te mana :')

ana o. disse...

A vida é mesmo assim: nuns dias estamos a chorar e noutro dia estamos mais felizes...
Confesso que sou daquelas que não dá grande valor aos aniversários (principalmente ao meu) e às mortes (já meti na cabeça, que morrer faz parte do ciclo da vida).
P.S Já te linkei no meu blog

André Rocha disse...

A vida é assim mesmo. O dia do nosso nascimento e da nossa morte devem ser sempre os mais importantes da nossa vida. No primeiro escrevemos o primeiro capítulo da história, no segundo fechamos o livro. A questão que fica no ar é...será que escreveremos um segundo ou terceiro livro? Por outras palavras...haverá vida além morte? A questão fica no ar...

aninha disse...

ha alturas da vida em k tudo parece feliz mas ha outras alturas em k deus nos tira as pessoas +importantes da nossa vida


by aninhaaa