segunda-feira, 11 de fevereiro de 2008

Mais uma história de esperança

E aqui estou, com uma nova história de esperança. Ouvi a seguinte história, num dos episódios do programa da Oprah (uma grandiosa mulher devo dizer! e de coração puro) :
Um rapariga viveu durante 17 anos dentro de um culto religioso. Sujeita às regras e costumes desse culto, a rapariga sentia-se presa, sentia-se como se fosse uma escrava, até ao dia que fugiu de lá. Tinha apenas 17 anos quando tomou essa decisão... Viajou para Nova Iorque e começou a cantar nas estações do metro. A primeira música que compôs, tinha sido baseada numa carta que ela escrevera a Oprah e que nunca tinha enviado. Um dia alguém encontrou-a e agora ela já editou um cd :)
Que pensam? Qual a mensagem que estará aqui implícita? Deixo-vos estas perguntas.

4 comentários:

mímica disse...

Acho que a carta fala dos episódios por k passou e k conseguiu agora ser feliz, trilhando o seu próprio caminho e não o k lhe foi imposto. A liberdade deveria ser um direito do ser humano.

(Un)Hapiness disse...

talvez a sorte dela já estivesse traçada...talvez tenha tido apenas sorte...talvez o seu percurso da vida (até então) lhe tenha proporcionado isso...

mas aí, será que Alguém (lá em cima) só "dá" em troca de alguma coisa?

GiSeLa LoUrEnÇo disse...

Tudo tem uma razão de ser...
;)

Dreama disse...

Quando se acredita e se gosta do que se faz tudo é possível! =)