domingo, 17 de agosto de 2008

O que é bom e o seu fim

Dizem que tudo o que é bom tem um fim. Pois isso não é bem verdade.
O pôr-do-sol ganha a sua beleza, e perde-la para que haja lugar para a beleza da lua,
mas no entanto, tanto o pôr-do-sol como a luz emanada pela lua são coisas boas,
coisas belas que nunca têm o seu fim.
Assim é a vida. Por umas alturas existem momentos tão bons que desejamos que não acabem, mas têm o seu fim
em tempo real. Podemos sim eternizá-los guardando-os em nossas memórias. E ainda mais,
um bom momento pode-se desvanecer, mas há sempre outro bom momento, outra coisa boa na vida
sempre à espreita, é só saber vê-la e saber aproveitá-la.

3 comentários:

José Pátria disse...

antes de mais peço desculpa pela invasão.
mas eu queria dizer aqui umas 3 coisitas.
a primeira é que tens razão, podemos guarda as coisas boas nas nossas memorias para que fiquem eternizadas, a segunda é que os momentos bonns acabam, seguidos de momentos maus, mas estes momentos maus, também acabam, e são seguidos de momentos bons.
gostei imenso deste texto.
bjinhs

(Un)Hapiness disse...

gosto tanto de vir aqui...a tua esperança impressiona-me! obrigada

kiss

Dreama disse...

As coisas têm um fim temporário... Por exemplo o pôr-do-sol tem um fim até ao dia seguinte... Os bons momentos têm um fim, e depois transformam-se em recordações, mas tiveram que ter um fim, para terem um novo começo na nossa vida. A passagem do momento para a recordação...
Contudo as boas recordações são aquelas que nos devem dar força para continuar a lutar por um mundo melhor...
Pois até a Lei de Murphy consegue ser positiva!
Parabéns pelo blog, vir aqui dá-me sempre tanquilidade... =)