terça-feira, 4 de novembro de 2008

Gotas da chuva

Aí vêm elas, velozes como nunca,
e ao cair suavemente sobre nossos seres,
e com elas, levam-se as mágoas, as tristezas e as impurezas.
E assim volta a pureza e a inocência, em cada dia de de chuva,
em cada dia em que aquelas gotinhas saltam do céu para limpar o mundo.

2 comentários:

mímica disse...

Gostei dessa pequena metáfora do poder purificador da chuva.

Ana disse...

Texto muito giro... gostei... Bjs