domingo, 21 de novembro de 2010

Uso do preservativo


Como forma de protesto e de resposta às palavras do Santo Papa Bento XVI,
o qual declarou expressamente que era contra o uso desse contraceptivo,
mesmo como meio preventivo da transmissão do virus HIV,
foram fabricadas, em França, estas embalagens de preservativos.
Actualmente, e finalmente diga-se,
neste fim-de-semana que ficará para a história,
a ideologia da Igreja adaptou-se aos novos tempos,
voltando atrás nas afirmações proferidas e tanto defendidas ao longo dos séculos.
O uso do preservativo já é permitido dentro de um contexto religioso,
mas só numa específica condição.
Talvez noutros fins-de-semana aceitem a ideia de que o contraceptivo
previne não só a transmissão dessa doença, como de outras.

2 comentários:

TITA disse...

Talvez um dia concordem que cada ser deve ser responsável por cada vida que gera.Acho de tudo o mais importante.Estas deveriam ser as linhas de conduta e regras da igreja.BEIJINHOS.

Gaara disse...

Isso já era pedir de mais... talvez daqui a uma centena de anos..
*