terça-feira, 29 de abril de 2008

Futuro

Lá longe vejo o Futuro. Ele chama por mim, ele grita por mim. Olho para ele, e deixo-me levar. Conduz-me por entre ruas e ruelas, caminhos e vielas, e por fim, chegamos ao destino. Estou aterrorizada com o que me rodeia. Aterrorizada com a magneficiência das paisagens que me rodeiam, porque uma parte do mundo é pintada assim. Aterrorizada com o nojo, a escuridão que não se deixa atravessar pela luz. Infelizmente, a maior parte do mundo é desenhada assim. Pergunto-lhe: - Nada mudou? Que aconteceu entretanto?, ao que ele me responde: - Não. As guerras continuam e continuam cada vez mais violentas. Cada vez morrem mais crianças, mulheres e homens, de fome e sede. Cada vez há mais instabilidade a nível politico e económico. Os países voltaram aos tempos medievais e lutam por conquistar territórios. Cada vez a atmosfera do planeta acumula mais gases e assistimos às consequências do aquecimento global. Solto um suspiro de desânimo, como que a demonstrar a minha reacção ao que acabei de escutar. Nada mudou. Nada. De repente, vejo uma pomba branca. Esta poisa sobre ramos de um velho carvalho. As crianças e até mesmo os adultos, param. Olham para a pomba.
- É uma ave rara destes tempos, diz-me o Futuro. Rara. Eu que via tantas pombas, agora é uma e espécie rara. Mas, ainda mais raro é o que observo a seguir. Adultos e crianças dão as mãos e formam um circulo à volta do carvalho. Entoa-se no céu o cântico da paz, em homenagem àquele simbolo tão único. Volto para o presente. Ao que chegamos. Será que ainda somos capazes de remediar alguma coisa? Talvez sim, talvez não, cada um possui a resposta para esta pergunta.

4 comentários:

(Un)Hapiness disse...

adorei menina...:)
se o futuro tivesse voz, talvez se lhe desse mais atenção!!

kiss

mímica disse...

Pois realmente sou um bocado pessimista. Eu vejo as coisas a piorar cada vez mais. As pessoas estão cada vez mais malvadas e as maldades delas são cada vez mais graves. Mas pronto... há que ter esperança...

Madamefala disse...

Muito interessante teu blog,adorei.
O post "Liberdade" me lembrou versos de Chico Buarque..

Vou linkar no meu teu blog, posso?

bjinhos

Martim disse...

muito interessante o blog e com texto muito bons sobre temas ainda melhores:)

beijinhos***eu vou passando por aki porque as pessoas do norte sao assim, lembram-se de tudo o que de bom viram:)